sábado, 6 de junho de 2009

Som de paulistano no mundo com um bocado de amor!

Gui Boratto - Progressive House
Mais conhecido entre os amantes da música eletrônica, cineastas, produtores musicais e artistas, o produtor Gui Boratto faz sucesso no mundo inteiro com suas composições dançantes e muito gostosas para ouvir em momentos 'lounge'.

Nascido em 1974 na grande metrópole, São Paulo, esse produtor tem suas capas de CD estampadas em vários sites especializados, inclusive no site AWDIO, onde pode-se encontrar os melhores clubes de musica eletrônica do mundo.

Desde de antes de 1993 Gui Boratto se dedica a produzir boas musicas em conjunto com outros artistas e DJs. Mas foi em 2004 que seu estilo e performances começaram a ser reconhecidos, tanto nacionalmente quanto fora do Brasil e, em 2005 passou a trabalhar sozinho e produzir House e Lounge music de qualidade.

CS's como Bealtiful Songs e Take My Breath Away são os dois discos com mais destaques do produtor.

O My Space do produtor tem várias informações, como agenda de shows, set's parciais, além de informações pessoas. O profile de Gui Boratto é para quem quiser entender um pouco mais sobre o estilo progressive House, House e Louge music.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Les Chansons D'amour - França - 2007

Dirigido por Christophe Honoré, o filme Les Chansons D'amour (Canções de Amor) começa mostrando a vida romantica de um triangulo amoroso, entre Ismaël (Louis Garrel), Jeanne (Chiara Mastroianni) e Alice (Clotilde Hesme), que vivem com problemas de se acertarem no amor pelo único rapaz do triangulo. Mas não vou dizer 'problema', afinal as duas se acertam fácilmente quando Ismael não está afim de papo.

O filme é passado em Paris e reflete as situações que encaixam perfeitamente uma canção de amor. Sabe quando você está com seu namorado (a) e cabe uma bela ou trsite canção de amor na conversa de vocês! Pois é, esse longa-metragem brinca com isso o tempo todo, mesmo na hora da morte de Alice e no encontro com Erwann (Grégoire Leprince-Ringuet), quando Ismael se torna um cara sem namorada e passa a ter um relacionamento com o irmão do 'ficante' de Jeanne (ex- de Alice e Ismael).

A história entre o trinangulo e o novo namorado de Ismael acaba entrando nas converss da familia de Alice, afinal o rapaz vive na casa da namorada nos finais de semana. Mas o filme surpreende, porque a familia da garota não sabe que ela fazia parte de um triangulo amoroso e nem que o namorado dela também gostava de meninos.

No ritmo das canções francesas (com pouca instrumentação) esse longe trabalha com a liberdade sexual e o amor envolvendo toda a complexidade da sexualidade dos indivíduos.

Canções de amor é uma espécie de musical diferente. O filme encaixa as musicas como complemente da história, e não para contarem a história, afinal as ações do atores se tronam muito mais fortes do que os próprios diálogos. Com 100 minutos de duração, o diretor francês (mesmo do filme Dans Paris) trabalha com as músicas para tentar explicar o sentimento de cada conversa entre os personagens.

O filme é tocante, sensivel e principalmente amante, ou seja, não liga com as questões sexuais como sexuais e casuais, mas como situações de interesse amoroso entre os individuos.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

My Space Gui Boratto
Trailer do filme Canções de Amor

4 comentários:

Pipilo Cazuzete disse...

Ótimo! Seja bem-vindo. Beijo.

Pipilo Cazuzete disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beto Mathos disse...

"Les Chansons D'Amour" é um dos grandes musicais do cinema moderno. A presença marcante de Louis Garrel é uma aula de cinema à parte.
Grande dica!

crocantexxx disse...

A-M-O Les Chansons D'Amour; despertou o meu interesse pelo cinema francês contemporâneo. Eu recomendo os demais filmes do C. Honoré, Dans Paris e La Belle Personne.